Mais de 270 mil ovos são apreendidos em linha de produção clandestina, em Belém

Richard Kill
Richard Kill
2 Min Read

Uma linha de produção clandestina para comercialização de ovos foi flagrada pela Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará). A ação resultou na apreensão de 279 mil unidades do alimento. O caso ocorreu em Belém e foi divulgado na quinta (9).

De acordo com os agentes do órgão, as embalagens sofriam adulterações, inclusive com a falsificação do selo de inspeção federal, tendo em vista que a empresa não tem permissão das autoridades sanitárias e não seguem as normas de higiene determinas por lei.

“Os ovos, que são de codorna, de galinha tipo vermelho e branco, nos tamanhos pequenos, médios, grandes, extra e jumbo, são originalmente de São Paulo e estavam sendo embalados com rótulos utilizando o Selo de Inspeção Federal falsificado, e alguns destes selos chegaram no momento da vistoria, sendo flagrados pelos fiscais. A produção contava com todos os aparatos para fraudar e enganar o consumidor, já que foram elaborados, preparados e comercializados com características de um produto legítimo”, detalhou a Adepará.

Segundo a Adepará, o local foi interditado e um inquérito policial também foi aberto para apurar as responsabilidades criminais do envolvidos no caso.

A agência informou que todo o material apreendido deve passar por processo de higienização, para ser classificado e embalado corretamente, e os ovos em bom estado serão doados.

Share This Article
Leave a comment