Tecnologia mostra eficiência na proteção do gramado do Novo Mangueirão

Richard Kill
Richard Kill
1 Min Read

Depois dos últimos eventos musicais que tiveram como palco o Novo Mangueirão, a malha sintética que protege o gramado, denominada “easyfloor”, foi retirada do amplo espaço e agora a cobertura verde segue com o cronograma diário de cuidados.

Segundo o secretário de Esporte e Lazer Cássio Andrade, a grama está conservada devido ao esquema utilizado para proteção no local.

“O material usado para proteger o campo, “easyfloor”, é perfeito e garantiu o mais importante, que é a preservação total devido à tecnologia de distribuição de carga e respiração. Após dois grandes shows, o gramado não sofreu alterações e está em boas condições, tudo dentro do esperado e agora segue para os cuidados habituais diários” disse o titular da pasta.

Para proteger o gramado, foram instalados 12 mil metros de malha sintética que deixaram a grama “respirar” durante as apresentações musicais, além de permitir que executasse parcialmente a fotossíntese e a troca de umidade com o meio ambiente.

Poucas horas depois do término do segundo show realizado no Novo Mangueirão, boa parte da estrutura já havia sido retirada. Essa velocidade também faz parte de um sistema inovador, que demonstra o caráter multiuso do estádio.

Share This Article
Leave a comment